sexta-feira, 28 de novembro de 2014

DESESPERANÇA E SUICIDIO


Base Bíblica:
I Coríntios 13: 13

Para sua meditação diária:
Segunda: SI 70: 1-5
Terça: Rm 5:1-11
Quarta: Is 30: 18- 21
Quinta: 5127:1-14
Sexta: 51 40: 1-5
Sábado: SI 121: 1-8
Domingo: 51142:1-7
 Introdução

Todo nós já enfrentamos ou enfrentaremos dúvidas e conflitos sobre vida acadêmica (vestibular, escolha de carreira a seguir, etc), trabalho, vida amorosa e relacionamento familiar. São os primeiros momentos de grande estresse na vida. Para muitos, essas situações parecem um "túnel sem saída". Palavras como: "veja a luz no fim do túnel", não servem de encorajamento, ainda mais quando a luz que se enxerga parece ser a luz do trem que vem passar por cima. Nessas horas de tribulação, de provação e até mesmo de desespero, os problemas parecem ser maiores que nós, e sentimo-nos derrotados, fracassados e desanimados.

A cultura popular também tenta contribuir, dizendo: "a esperança é a última que morre". E por não encontrar a verdadeira esperança, muitas pessoas morrem ou cometem suicídio, na expectativa de encontrar do outro lado da

vida uma condição melhor ou menos dolorosa. Esse é um tema delicado e deve ser observado atentamente à luz da Palavra de Deus.

I - Sobre o suicídio

1. No mundo
  • Ocorre um suicídio a cada 40 segundos (duas mil pessoas por dia).
  • A taxa de suicíd io aumentou 60% nos últimos 45 anos.
  • As tentativas de suicídio são 20 vezes mais freqüentes que os suicídios.
  • 90% dos suicídios estão relacionados com a depressão e o uso de drogas.
  • Os países com maior índice de suicídio são: Lituânia, Rússia, Finlândia, Hungria e Japão.
  • A cada 5 minutos um jovem tira a própria vida.
    *Fonte: WHO e Centers for Disease Control
2. Nos EUA
  • O número de suicídios é superior ao de homicídios (trinta mil por ano = 100 por dia).
  • Entre 1952-1995, o número de suicídios de jovens triplicou.
  • Embora a morte por suicídio no sexo masculino seja quatro vezes superior à do sexo feminino, as tentativas de suicídio são mais comuns no sexo feminino.
*Fonte: Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde
2.No Brasil
Uma pesquisa da Unesco afirma que entre 1993 e 2002 a taxa de suicídio de jovens aumentou 3 I %, representando a sexta causa de morte entre os jovens. Salvador e Rio de Janeiro são as cidades que têm o menor índice de suicídio; em contrapartida, Porto Alegre e Curitiba têm as maiores taxas de suicídio do país.
*Fonte: Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde

Outra pesquisa inquieta ainda mais, afirmando que a grande maioria dos jovens que tenta suicídio não quer morrer. É um grito de socorro, um apelo silencioso, um clamor de esperança de uma sociedade que vive presa, atrás das grades invisíveis da desesperança. Nós temos a mensagem que eles tanto buscam, por isso não podemos ficar calados.






"A dura realidade mostra a urgência de nossa responsabilidade"

II - Causas do suicídio
É difícil acreditar que jovens inteligentes, para os quais sorri um invejável futuro, que aparentemente têm tudo, ficam desgostosos com a vida e vêem como única solução dos problemas o suicídio. O que leva um jovem a desistir de viver?

  1. A falta de esperança
    Na visão de alguns jovens que tentaram suicídio, a falta de esperança é um sentimento que faz a pessoa sentir-se como uma pequena peça numa gigantesca engrenagem que escraviza, e da qual não consegue escapar. Segundo eles, a única saída que se enxerga é desistir da vida.
  2. A falta de contentamento
    Certo homem disse um dia: "As pessoas mais infelizes deste mundo se dividem em dois grupos: aqueles que querem tudo e não conseguem nada, e aqueles que querem tudo e conseguem tudo". Para muitos jovens, a vida é um grande vazio, porque a lista do que querem é maior do que a lista do que precisam.
  3. As falsas religiões
    Desequilibradas crenças religiosas exercem tremendo poder na mente de pessoas, levando-as a ponto de cometerem suicídio. Um exemplo que podemos citar são os "homens-bomba" que não só põem fim à vida deles, mas levam consigo a vida de pessoas inocentes, deixando outras feridas.
  4. Influência maligna
    Na Bíblia, encontramos vários relatos da atuação direta de Satanás em várias tentativas de suicídio, atirando no fogo e na água (Mt 17: 14-15), ferindo com pedras (Mc 5: 1-5) e outros. Mas, por quê? Como Satanás não pode destruir a Deus, ele tenta destruir o que mais se parece com Deus - o homem, imagem e semelhança de Deus. Há um ditado popular que diz: "Quando uma pessoa está à beira de uma janela querendo se jogar, não falta capeta para empurrar".
  5. Outras causas
    A peça "Romeu e Julieta", que conta a história de amor entre dois jovens e termina em duplo suicídio, tem seus representantes modernos: jovens inseguros que não se sentem compreendidos pela namorada, pelos pais ou pelos amigos. Das muitas outras causas do suicídio entre os jovens se destacam os lares divididos, o uso de drogas (inclua-se aí álcool, cigarros - as chamadas drogas lícitas) e a sugestão negativa de música e de alguns filmes.
II - Fatores que contribuem para o desespero
Na Bíblia, os fatores que contribuíram para desespero e suicídio de alguns de seus personagens são os mesmos que contribuem até os nossos dias. Embora os tempos sejam outros, desistir de viver é uma idéia, há muito, motivada por dois fatores.

1.Fator externo
Quando pessoas e circunstâncias contribuem com a desesperança.

  1. Jó ( Jó 2: l-10). A esposa de jó concluiu que ele estava sofrendo porque Deus era injusto e o aconselhou a "amaldiçoar a Deus", que era uma maneira de suicídio, pois estaria blasfemando contra Deus Uó 2:9).
  2. Judas (Mt 27: 1-8). judas tentou devolver o salário da traição aos membros do Sinédrio, como um ato desesperado de reparar seu erro, mas ouviu as seguintes palavras: "Que nos importa? (sso é contigo" (Mt 27:4). O Sinédrio não se impressionou com a sua confissão de pecado e nem com a devolução do dinheiro, deixando bem claro que não se importavam com a consciência e nem com a vida de judas.
2. Fator interno
Quando a desobediência contribui com a desesperança.

  1. Jonas (Jó 1: 1-17). O desobediente jonas estava fugindo de Deus. Por causa do seu pecado, todos os passageiros do barco estavam sofrendo as consequências de sua rebeldia. Mas quando a sorte caiu sobre ele, jonas preferiu ser lançado ao mar e morrer afogado do que obedecer à palavra de Deus (Jn 1: 12). A provisão do grande peixe foi a maneira que Deus usou para salvar a vida de Jonas Jn: 15-17).
  2. Saul (I Sm 3 I : 1-6). O rebelde rei Saul viu seu exercito fugir, viu seus filhos serem mortos e, lembrando-se de como os filisteus haviam maltratado e atormentado a Sansão, quis evitar que o mesmo lhe acontecesse, por isso pediu ao seu escudeiro que o matasse, mas ambos se suicidaram para fugir do sofrimento ( I Sm 31 :4-5).


Essas histórias mostram o desastroso fruto da desobediência e rebeldia contra Deus.
IV - Como ajudar pessoas com tendência ao suicídio?
Embora algumas pessoas achem que cada um tem o direito de escolher entre continuar vivendo de modo infeliz ou morrer, é nosso dever como cristãos evitar que nosso semelhante cometa suicídio. Há, pelo menos, cinco maneiras de ajudar.

  1. Não deixar a pessoa sozinha
    A solidão, para quem está sem esperança, pode ser fatal. De cada 100 pessoas que tentam suicídio, 90 estão desesperadas ou deprimidas. Se você conhece alguém que revela tendencia suicida,descubra maneiras de aproximar-se, telefonando sempre e mostrando simpatia e interesse. Esteja pronto para ouvir.
  2. Encoraje a pessoa a pedir ajuda
    Se a causa for desespero ou depressão, procure convencer seu amigo a ir com você a um conselheiro cristão. Às vezes, uma internação numa casa de repouso pode ajudar muito. Outros motivos como: ansiedade, medo, falta de perdão, culpa, podem dominar uma pessoa a tal ponto que ela não consegue ver outra saída a não ser o suicídio. Por isso, encoraje seu amigo a pedir ajuda a seu pastor ou líder. Boa conversa e confissão podem trazer esperança.
  3. Encoraje a família a pedir ajuda
    Essa é, sem dúvida, a melhor maneira de ajudar uma pessoa com tendência ao suicídio. Muitas tentativas de suicídio ocorrem por causa de dificuldades ou fortes crises no relacionamento familiar. A normalização do relacionamento entre membros da família pode pôr fim à tendência suicida.
  4. Socorrer a pessoa materialmente
    Muitas pessoas entram em desespero e preferem pôr fim à própria vida, quando, por causa de alguma crise, perdem tudo. A ajuda material nessas ocasiões pode salvar uma vida.
  5. Apresente o evangelho a seu amigo Além dos problemas estressantes que fazem a vida parecer tão vazia e sem sentido, há outro problema que cansa e sobrecarrega as pessoas: o pecado. Na Bíblia, encontramos um respeito absoluto à vida humana. Ela afirma que a vida foi criada por Deus, por isso, só Ele tem o direito de tirá-Ia. O mandamento "não matarás" não se refere apenas a vida alheia, mas também à própria vida. Portanto, o suicídio, como efeito do pecado, é contrário à Lei de Deus. O alívio prometido por Jesus é o perdão dos pecados, e o descanso da alma é o resultado da presença do Espírito Santo, que de fato dá sentido e valor à nossa vida (Mt I 1:28-29). Talvez, precisemos concordar com a pessoa que pensa em suicídio, que a vida que está levando não vale a pena, e mostrar-lhe a possibilidade de uma nova e diferente maneira de viver em Cristo.

V - A esperança é o teste da vida

A palavra "esperança" vem do verbo "esperar". Se alguma vez você esperou um ônibus que não passou, você sabe o que é desesperança. Se nunca aconteceu com você, pode imaginar como reagiria uma pessoa que já passou por essa experiência se alguém lhe pedisse para esperar. Ela desconfiaria ("será que vai aparecer?") ou se negaria a esperar ("não quero esperar mais"). Quando a Bíblia encoraja-nos na esperança, pede-nos para esperar no ponto da paciência o ônibus de Deus que, com certeza, vai passar (Rm 5:5a).

  • "Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos" (Rm 8:25).
  • "Esperei confiadamente pelo Senhor; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro" (SI 40: 1).
  • ''A Esperança é um fio sensível que precisa ser enrolado várias vezes no cabo de aço da Fé" (Autor desconhecido).
Há exemplos bíblicos de reações positivas diante de crises que incentivam quem os lê a lutar pela vida.

  1. O carcereiro de Filipos (At 16:23-33)
    Paulo e Silas impediram o carcereiro de suicidar-se e deram palavras de esperança para ele e toda sua família ... "Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e tua casa" (At 16:31).
  2. Jó(Jó13: 15)
    O caminho da obediência muitas vezes é marcado por períodos de sofrimento e perda. Jó, um homem obediente e íntegro, estava vivendo o momento mais difícil de sua vida; sua esposa lhe aconselhou a se matar, seus amigos o acusaram de ter algum pecado oculto não confessado, mas diante do desespero, de maneira convicta, ele exclama: "Embora Ele me mate, ainda assim esperarei nEle" (NVI). A obediência faz diferença.

Conclusão
A estabilidade econômica, o bem-estar social, o progresso, as fontes de emprego e a educação, são importantes para o desenvolvimento da sociedade, mas são os países mais ricos e desenvolvidos que apresentam o maior índice de suicídio do mundo. Algo está errado.

Em I Coríntios 13: 13, a Bíblia nos diz que a esperança não morre, mas permanece para sempre. A esperança do cristão não morre porque está alicerçada em Cristo, apesar das dificuldades e circunstâncias, "Porque há esperança para a árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz. e no chão morrer o seu tronco. ao cheiro das águas brotará. e dará ramos como planta nova" (Jó 14: 7-9). Jó deixou registrado seu testemunho de esperança, e nos encoraja a crer que tudo o que aconteceu com ele contribuiu para que tivesse maior intimidade com Deus: "Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêm" (Jó 42:5). Não foi a ausência nem a abundancia de problemas que fortaleceu a esperança de Jó, mas a sua convicção de que Deus estava no controle de todas as coisas. Nós sabemos. pela Palavra, pela História, que Deus sempre esteve à frente, comandando tudo; sabemos também que Ele lidera hoje e no futuro também o fará.
Portanto, não se dê por vencido, ainda há esperança. Logo você entenderá o propósito de Deus para cada momento. Então, espere, creia e Viva!

Imperfeitos, mas unidos


“Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade” (Eclesiastes 4.12)

É fácil e conveniente andar com quem pensa e age da mesma forma que nós, porque nos dá uma falsa sensação de unidade. Porém, unidade não é uniformidade. Unidade é a comunhão que existe por causa de um mesmo fundamento, que é Jesus, e de um mesmo Espírito: o Espírito Santo de Deus.
Dentro do corpo de Cristo temos funções e lugares diferentes mas, todas as partes e funções são importantes, cada um tem um papel diferente a desempenhar. Ao contrário do pensamento corrente, ninguém é substituível, porque cada um de nós é um ser humano único. Somos muito diferentes, mas nos tornamos um por causa do cabeça que é Jesus, por causa do seu Reino e da sua justiça.
Numa época em que se propaga cada vez mais relacionamentos virtuais e superficiais, nem sempre as pessoas têm paciência e disposição para lidar com imperfeições, ou com essas diferenças que nos fazem únicos. É fácil tratar pessoas como descartáveis e relacionamentos como fast food. Por isso, é essencial que nos tornemos mais pacientes e maleáveis a fim de criar relacionamentos duradouros e saudáveis.
Juntos somos vitoriosos. Juntos cumprimos os propósitos de Deus. Juntos vamos mais longe. Não podemos desistir da igreja. Talvez a vejamos apenas como uma noiva imatura e incapaz por causa de seus erros. Mas Jesus a vê como amada, auxiliadora, herdeira do Reino, lavada, justificada e santa. Pelo poder do Espírito Santo, pela Palavra de Deus, ela estará pronta no grande dia do Senhor. Permaneça sendo igreja!

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A Importância de termos amigos

Amigos… ah! Os amigos. Como é bom ter amigos! Há momentos em nossas vidas, em que tudo o que mais desejamos é um amigo com quem contar. Nos momentos de alegria, os queremos por perto. Nos momentos de tristeza, precisamos deles por perto. É realmente muito bom ter amigos.

Ultimamente eu tenho meditado muito sobre amizade e quanto mais me aprofundo no assunto, mais percebo o quanto nós somos ligados afetivamente àqueles a quem temos por nossos amigos. Num coração humano, dividido entre tantas coisas como família, estudos, trabalho, igreja, ministério e etc, os amigos sempre têm seu lugar reservado. Os amigos são parte de nós. Contudo, embora seja maravilhoso estar cercado de pessoas que amamos e que igualmente nos amam, não é nestas pessoas que devem estar os nossos olhos e a nossa confiança 

Salmos 141:8 nos fala: Mas os meus olhos estão fixos em ti, ó Soberano Senhor; em ti me refugio.
A Palavra de Deus diz, que o sol e a chuva, vem sobre justos e injustos (Mateus 5:45). Servos de Deus como nós, estão sujeitos a dores, tribulações, enfim, momentos difíceis. Eu tenho provado isso em minha própria vida. No ano em que mais tenho me dedicado ao Senhor, ao meu chamado e a conhecê-Lo mais intimamente, tenho passado talvez por algumas das maiores lutas de toda a minha vida. O que isso significa? Deus é injusto? Não, de maneira alguma! O nosso Deus é Perfeito! Muitas pessoas questionam o sofrimento por crerem que quanto mais “santos”, “perfeitos” e “íntimos” de Deus forem, menos estarão sujeitos a dor. “Oh, mas se Deus me ama, porque estou sofrendo?” é o que muitos exclamam sem perceber que não há lugar melhor ou escola melhor para o crescimento espiritual, para conquistar intimidade com Deus e para viver os milagres de Deus, do que os desertos da vida. Quero que você guarde em seu coração esta palavra: O melhor amigo que você pode ter, somente poderá conhecê-lo no deserto. Davi e Moisés conheceram bem esta verdade. Os livros de Êxodo, 1º e 2º Samuel contam de uma forma linda a história desses homens e de como o deserto, figurado ou literalmente representado, os aproximavam de Deus.
No livro de Provérbios encontramos dois versículos que se completam de uma forma belíssima, e muitas vezes passam desapercebidos. Vejamos:
- “Em todo tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão” (Provérbios 17:17)
- “O homem que tem muitos amigos, deve mostrar-se amigável; mas há um Amigo que é mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18:24))
Olha que coisa tremenda: Em todos os momentos, temos o amor do amigo, mas na hora da angústia um verdadeiro irmão se manifesta. A palavra diz que Jesus, na cruz, se fez o primogênito entre muitos irmãos (Romanos 8:29), ou seja, como filhos de Deus, temos Jesus como nosso irmão mais velho. Ele é o irmão que se manifesta nas horas mais difíceis! Oh, glória!
Mas tem mais, ainda não para por aí. Sabemos que Jesus não é um amigo comum, Ele na verdade é como um irmão. E sabe de uma coisa? Ele não é um irmão qualquer. Como lemos, Ele é um amigo mais chegado do que um irmão. Pense em todos seus conceitos e referências de um irmão maravilhoso, um exemplo de irmão. Pensou? Pois é, Jesus vai além de todos eles em sua capacidade de amar! Jesus é um amigo mais chegado que um irmão. Mais chegado, mais íntimo, mais mais…enfim, Ele é mais!
Por que íntimo? Porque para Ele é totalmente irrelevante nosso exterior. O superficial simplesmente não existe, não importa para Ele. Ele sonda e conhece o mais profundo do nosso ser, do nosso eu. Ninguém sabe melhor quem verdadeiramente somos como Ele. Nossos defeitos, qualidades para Ele são apenas adereços. Ele conhece o nosso ser. Consegue entender a profundidade disso, meu querido? Jesus conhece o teu ser, Ele sabe quem você realmente é. 
Por isso, Ele não é um colega e nem mesmo um amigo comum. Podemos recorrer às pessoas. Não há nada de errado nisso. Contudo, eu estou aprendendo na prática que antes de qualquer pessoa, devo correr para Jesus. Ele é o melhor e mais fiel amigo que tenho! Ele sempre tem respostas, solução para tudo. E mais do que isso: Ele tem prazer em ser meu amigo, em estar comigo. Os amigos humanos podem ser sim, instrumentos que o Melhor de todos os amigos usa para me abençoar, mas meus olhos, minha confiança e o meu coração precisam estar fixos no Senhor e assim, eu jamais irei me decepcionar. Ele me ama se importa comigo mais que um colega, me ajuda mais que um amigo comum, me conhece e me ama mais do que um irmão.
Jesus é um amigo perfeito! Ele é um Amigo íntimo!
Não perca tempo! O que você está fazendo aí? Corra agora mesmo para os braços fortes, quentes e cheios de amor do melhor amigo de todos! JESUS CRISTO!

Livres DT, o canal de notícias do Diante do Trono e Mundo Cristão.

Quanto vale a oração?


O autor da Carta aos Hebreus afirma que “durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão” (Hb 5.7). A nós, não custa lembrar: “Deus espera por nossas orações”.
O estudo bíblico de hoje foi desenvolvido a partir do artigo A Vida de Oração de Jesus, do pastor Elben César, publicado na edição 336 da revista Ultimato.
Texto básico:
Lucas 11.1-13


Textos de apoio
Mc 1.35-39
Lc 5.12-16
Lc 6.12-16
Lc 9.18, 28-36
Jo 17.1-26
Mt 26.36-46
Introdução
“Quanto vale a oração?” Para refletir nesta pergunta, vamos estudar o valor da oração na vida de Jesus. Se para ele, que era um com o Pai (Jo 10.30), a oração tinha profundo valor, quanto mais deve ter para nós! Os críticos dizem que a oração é válida porque é emocionalmente saudável para quem ora. Seria este o único valor da oração para Jesus? O autor da Carta aos Hebreus afirma: “Durante os seus dias de vida na terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, sendo ouvido por causa da sua reverente submissão” (Hb 5.7, NVI). Certamente que, para Jesus, a oração não somente proporcionava o benefício emocional, mas produzia efeito concreto em sua vida e na vida de outros. Deus o atendia, respondendo, de fato, às suas orações.
Para entender o que a Bíblia fala
a) O exemplo sempre vem primeiro. Porque viram Jesus orando, os discípulos pediram que ele os ensinasse a orar (Lc 11.1). Que assuntos devem ser abordados quando oramos, de acordo com a oração-modelo deixada por Jesus (Lc 11.2-4; cp. Mt 6.9-13)?
b) Logo a seguir, Jesus continua seu ensino sobre a oração contando uma instigante parábola (Lc 11.5-10). Como devemos interpretá-la? [Lembre-se de que Jesus também insistia em suas orações. No cenáculo, ele orou repetidas vezes por seus discípulos (Jo 17.9, 11, 15, 17, 20-21). No Getsêmani, fez o mesmíssimo pedido três vezes (Mt 26.44).]
c) Como os versos 9 e 10 de Lucas 11 explicam o sentido da parábola? (Recorra a mais de uma tradução para entender melhor o texto.)
d) Jesus termina seu ensino sobre a oração, comparando o pai terreno com o Pai celestial (Lc 11.11-13). Eugene Peterson contemporiza assim o texto: “Não barganhem com Deus. Sejam objetivos. Peçam aquilo de que estão precisando. Não estamos num jogo de gato e rato, nem de esconde-esconde. Se seu filho pedir pão, você o enganaria com serragem? Se pedir peixe, iria assustá-lo com uma cobra viva servida na bandeja? Maus como são, vocês não pensariam em algo assim, pois se portam com decência, pelo menos com seus filhos. Não acham, então, que o Pai que criou vocês com todo amor não dará o Espírito Santo quando pedirem?” Que exemplos podemos ver de boas e objetivas respostas de Deus aos pedidos de oração de Jesus? Consulte os textos de apoio.
Hora de Avançar
“Deus espera por nossas orações!”
Para pensar
Deus atendeu a oração de Jesus, antes de ele sair para pregar em outros lugares (Mc 1.35-39), depois da cura do leproso (Lc 5.15-16), antes de escolher os doze companheiros de ministério (Lc 6.12-13), durante a incrível experiência da transfiguração (Lc 9.28-29), antes de ensinar sobre a oração (Lc 11.1-2) e antes da agonia da cruz (Mt 26.39-44). Deus também ouviu a intercessão de Jesus por seus discípulos – tanto os contemporâneos dele quanto nós, que viemos a crer depois. Esta foi sua maior oração registrada, conhecida como “a oração sacerdotal de Jesus” (o capítulo inteiro de João 17). Finalmente, voltando ao texto de Hebreus (5.7), Deus não o livrou de passar pela morte, mas o ressuscitou em corpo glorioso, o que foi uma resposta de oração incomparavelmente mais poderosa e sublime.
O que disseram
“Não se aflijam com nada; ao invés disso, orem a respeito de tudo; contem a Deus as necessidades de vocês, e não se esqueçam de agradecer-lhe suas respostas. Se fizerem isto, vocês terão experiência do que é a paz de Deus, que é muito mais maravilhosa do que a mente humana pode compreender. Sua paz conservará a mente e o coração de vocês na calma e tranquilidade, à medida que vocês confiam em Cristo Jesus.” (Fp 4.5-7, BV.)
“A oração produz resultados psicológicos (paz de espírito, tranquilidade), espirituais (maior sentido de vida) e concretos (atendimento real do pedido feito).” (Elben César, em Práticas Devocionais)
Para responder
Para você, quanto vale a oração? Quais os benefícios desta prática em sua vida?
Como você seguirá o exemplo de Jesus como alguém que sempre praticava a oração?
Em relação ao seu tempo e à sua agenda, que decisões você tomará hoje para colocar isso em prática?
Compartilhe com um amigo ou com o grupo uma resposta concreta de Deus a algum pedido de oração específico que você tenha feito.
Eu e Deus
“Bem cedinho, de manhã, faço a minha oração. Tu, Senhor ouves a minha voz. Faço a minha oração e fico esperando, vigiando com atenção para descobrir a tua resposta.” (Sl 5.3.)

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

MARCHA PRA JESUS - FORTALEZA


 MARCHA PRA JESUS - FORTALEZA



Tudo pronto para a XXI Marcha para Jesus em Fortaleza. Ocorrerá neste sábado, tendo como ponto de concentração a praça Dragão do Mar, a partir das 15 horas, seguindo pela Avenida. Pessoa Anta e com encerramento no Aterro da Praia de Iracema.
Ali, a partir das 18 horas, haverá show gospel com vários cantores. Na lista, Nívea Saores e Banda, Trazendo a Arca e Daniel Casimiro.
A Marcha para Jesus 2014 contará com dois trios elétricos durante seu percurso. Ano passado, reuniu mais de 150 mil pessoas.
(Foto – Kiko Silva Neto)

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

MEU APOIO A CAMILO SANTANA





Camilo Santana: queremos um Ceará melhor para todos


O deputado estadual Camilo Santana (PT), candidato ao governo do Ceará pela coligação “Para o Ceará Seguir Mudando” concedeu entrevista ao jornal O Estado sobre sua ideias centrais para o desenvolvimento econômico e social do estado: segurança pública, desenvolvimento regional, sustentabilidade, habitação, além dos desafios futuros do próximo governador e expectativas eleitorais. Veja abaixo a entrevista na íntegra.



Quais são as expectativas para a campanha este ano?
Nós estamos iniciando uma campanha positiva, percorrendo o máximo de municípios do Ceará. Até agora, já visitei cerca de 20 municípios, fazendo diversas discussões com os setores da sociedade e mostrando projetos em construção no Ceará e no Brasil, sobretudo melhorando a vida das pessoas. Queremos apresentar aquilo que a gente (governo) vem fazendo, aprofundando as mudanças, e garantir um Ceará melhor para todos.
Na sua visão, qual é o maior problema enfrentado no Estado e, caso eleito, como fará para solucioná-lo?
É preciso pensar o Ceará no futuro, e temos que preparar as bases necessárias.  O Ceará é importador de energia, nós não tínhamos nem energia suficiente para garantir os empreendimentos e as demandas do próprio estado. Hoje, o Ceará, está exportando energia, para a gente poder atrair os investimentos das indústrias, de uma refinaria e uma siderúrgica. Precisamos ter as condições necessárias para isso. Para se ter ideia, 35% da energia produzida no Ceará é eólica, uma sustentável. Por outro lado, temos que garantir a infraestrutura da água, que é um problema grave para um estado situado no semiárido e com adversidades climáticas.
Nós não sabemos se ano que vem vai chover, então, o Estado tem pensado não só nas ações emergenciais, na cisterna de placa, Projeto São José, mas nós temos pensado em uma infraestrutura da água, que é a integração do São Francisco e o Cinturão das Águas, que permitirá levar água, especialmente, para o oeste do Ceará, uma das áreas onde o problema da seca é mais grave.
Nesse momento, a obra da “transposição” de águas do Rio São Francisco, tocada pelo Ministério da Integração Nacional, está entre os municípios de Jati e Nova Olinda, no Rio Cariús. Nós pretendemos dar continuidade ao projeto, garantindo, assim, não só água para beber, mas para produzir, irrigar e para a indústria. Sendo assim, com a parceria com o governo federal, vamos trazer a refinaria e dobrar o nosso Produto Interno Bruto-PIB e garantir desenvolvimento para todo o estado. Outra importante obra para o Ceará é a Transnordestina, que vai cortar todo o Estado, garantindo que essa expansão do desenvolvimento possa acontecer de forma mais centralizada e não ficar só no Complexo Portuário do Pecém. Entretanto, precisamos qualificar a mão de obra.
E na educação?
A educação será prioridade em nosso governo, por isso, e a maior demonstração disso, é a escolha da ex-secretária de Educação do Estado, Izolda Cela, para ser candidata a vice-governadora, responsável pelo avanço profundo na educação do Ceará. Nós não tínhamos nenhuma escola profissionalizante do Estado e hoje já são 102 funcionando, fora as que estão em obra, e agora são mais 22 conveniadas com o governo federal de tempo integral, para que possamos formar profissionais, qualificar a mão de obra no Estado, até para atender esse projeto que está em construção no Ceará.
O senhor tem falado que dará continuidade ao projeto Ronda do Quarteirão. Como vê a questão da segurança hoje?
A questão da violência é uma epidemia hoje, no Brasil. E, nós, compreendemos que ela se agravou muito com a questão das drogas. O crack está invadindo as famílias, os lares brasileiros e cearenses. Uma das grandes ações é fazer um trabalho de polícia de fronteira, para evitar ou, pelo menos, diminuir fortemente a entrada de drogas no Ceará. Duas questões que vamos priorizar, a questão das fronteiras e reorganizar o Ronda do Quarteirão. Esse programa teve um resultado fantástico, foi criado em 2008, onde tem 249 áreas com equipamentos, estrutura, policial treinado, capacitado com o que há mais de moderno na Polícia no mundo todo, para poder garantir o trabalho efetivo no Ceará. É a polícia cidadã, presente nos bairros, em que as pessoas têm o telefone dos policiais, que a Polícia chega até cinco minutos,  quando é chamada, que bate na porta do cidadão.

Se você conferir os índices de criminalidade, após a criação do Ronda observará que tivemos um período em que diminuímos ou estabilizamos o problema da violência no estado do Ceará. O que aconteceu, a partir daquele motim, a paralisação no dia 1º de janeiro de 2012, é que houve uma ascensão do problema da violência no Estado. De certa forma, precisamos reorganizar o programa, voltar a cumprir com o papel inicial com o que foi criado, aumentar o efetivo da Polícia, tanto civil como militar. Para se ter uma ideia, a cada três policiais efetivos, dois foram contratados ao longo dos últimos sete anos.
Nós compreendemos que precisamos de mais policiais, como também no corpo de bombeiros, restabelecer a disciplina em relação à hierarquia, inclusive nas questões salarias, os policiais precisam estar bem estimulados, bem pagos, com promoções, para poder cumprir o seu papel e garantir a segurança das pessoas, não só da capital, mas também no interior do estado. Vamos criar as delegacias 24 horas, para que as pessoas possam ser atendidas a qualquer hora do dia. O estado investiu muito em equipamento e temos hoje a melhor Academia de Polícia do Brasil, então, precisamos também integrar as polícias. O problema da violência não se resolve só com a polícia, nós temos que ter integração de políticas públicas de governo.
A questão do combate à violência passa pelo enfrentamento às drogas. Qual as prioridades em relação aos dependentes químicos?
Primeiro, vamos evitar que a droga chegue ao estado pelas fronteiras, depois, vamos trabalhar a questão dos dependentes, acolhendo essas pessoas. A ideia é trabalhar em parceria com as prefeituras, as casas de acolhimento para recuperação desses jovens e assim, reintroduzi-lo na sociedade, além de trabalhar uma grande ação criando oportunidades, para que jovens não caiam novamente nas drogas. Para isso, é preciso escolas de tempo integral, CUCAs funcionando nos bairro, pista de skate. Repito, nós não vamos resolver o problema da violência não só com a contratação de policiais, mas criando condições para que o jovem não caia, nesse problema das drogas.  Precisamos agir com inteligência e quebrar esse elo em relação ao tráfico de drogas, que não é um problema que ocorre apenas no Ceará, precisamos integrar as polícias, uma parceria forte com o governo federal. Monitoramento por câmeras é fundamental para a segurança pública.  É um conjunto de ações, que estamos apresentando, queremos aprofundar. Vou agarrar essa questão da segurança com unhas e dentes, com vontade, com os melhores especialistas nessa área.  Estamos ouvindo o que há de melhor, para que a gente possa, com responsabilidade e segurança, apresentar à população cearense o que queremos e vamos fazer para o povo do Ceará.
Atualmente, os abrigos de Fortaleza estão superlotados e isso também contribui para a questão da marginalização destes jovens. Inclusive crianças acabam sendo abandonadas ainda bebês. Caso eleito, como pretende trabalhar esta realidade?
Além de criar espaços públicos, o próprio Estado e Prefeitura precisam fazer essa parceria, apoiar as iniciativas da própria sociedade civil. Você não consegue resolver só com as ações institucionais do Estado. Eu conheço vários trabalhos feitos por entidades sociais e ONG’s com bons resultado. Pretendemos  apoiar, fortalecer e criar uma rede, para que possamos otimizar os recursos para investir e garantir bons resultados.
 
O indicador referente à quantidade de pessoas sem moradia no Ceará caiu três pontos percentuais entre 2007 e 2011, passando de 12,55% para 9,49%, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Apesar da redução, ainda existe um grande déficit habitacional no Ceará, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE). Nesse contexto, quais são os planos que o senhor pretende executar para amenizar um dos grandes gargalos do Estado? E como a avalia o programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) no Ceará?
Eu fui secretário das Cidades e foquei muito nessa questão quando assumi a pasta. O Ceará foi o Estado que mais contratou empreendimento. Em Fortaleza, de 2011 para frente, contratou 2.900 unidades pelo MCMV1. Agora, no MCM2, mais 30 mil unidades. Segundo dados do IBGE, Fortaleza tem um déficit de 79 mil casas. Estamos falando quase na metade do déficit oficial. Quando se trata de habitação, tem-se déficit qualitativo, que são as pessoas com moradia muito precária, e você têm o déficit quantitativo, que são as pessoas que não tem casa. Eu considero um dos maiores programas que o governo federal criou. Uma casa, hoje, o preço do empreendimento está em volta de cerca de 63 mil reais, o governo propôs uma lei, aprovada pela Assembleia Legislativa, que permite ao Estado aporte de recursos adicionais para viabilizar os empreendimentos. O primeiro é Conjunto José Walter, o maior do Nordeste, com 5.530 unidades. Considero fundamental o direito à moradia. Ainda existe o programa Casa Melhor, em que você tem um crédito de R$ 5 mil para comprar móveis. Nós, portanto, queremos avançar. Tenho uma proposta para o governo federal de fortalecer nos municípios abaixo de 50 mil habitantes, além de acabar com as casas de taipa no Ceará.
 
Uma das grandes polêmicas que há anos se arrasta na cidade de Fortaleza é a regulamentação do Parque do Cocó. Espera-se que a atual gestão o regularmente antes de deixar o governo. Qual o seu plano para manutenção/proteção do parque e atuação contra a especulação imobiliária na unidade?
Minha ideia é avançar neste projeto. Quando a gente olha o Cocó, só se vê o Cocó da Praia do Futuro até a BR-116. Entretanto, ele nasce depois no quarto anel viário. Nós estamos fazendo o maior projeto de reurbanização da Capital, que é o Projeto Maranguapinho. Aprovamos uma Lei na Assembleia Legislativa, em que ampliamos a área de preservação do Rio Cocó. São mais 105 hectares protegidos, preservando esse espaço para a sociedade cearense. A área será toda urbanizada, com a construção de vias paisagísticas do lado esquerdo e direito, com equipamentos para esporte e até ciclovias. As obras foram iniciadas na nascente do Cocó, para controlar as cheias. Sendo assim, serão retiradas 3.600 famílias em área de risco, inclusive acrescentando ao Cocó um espaço que antes não tinha.
 
Embora a estiagem seja uma situação mais que conhecida pelo povo nordestino, em pleno século XXI, com inúmeras tecnologias, os cearenses continuam reféns da seca e dos argumentos sobre a falta de chuva. Quais as suas projeções para as políticas de convivência com a seca?
O Estado tem suas ações emergenciais. Imprevisível o que vem no ano seguinte. Estamos em dois anos de seca, encaminhando para o terceiro. Ao longo dos anos, o Estado tem criado políticas públicas que tem garantido a permanência das pessoas no interior.  Na seca, no passado,  as pessoas próximas a Fortaleza,  ou vinham pedir dinheiro nos sinais para comprar alimentos ou realizavam saques nos comércios no interior do Estado.  Hoje, não acontece mais isso, haja vista a forte política de Seguro Safra,  onde o  Ceará é o primeiro lugar no Nordeste, com 300 mil agricultores cadastrados. O programa é um seguro que, caso  tenha seca, paga ao agricultor uma pequena parcela mensal,  para, pelo menos, ter uma renda para comprar alimentos para a sua família. E isso, agregado aos programas sociais, como o Bolsa Família, deu a oportunidade de pelo menos das pessoas viverem, sem sair do sertão. Além disso, o Estado vem investindo fortemente na política de cisterna de placas, principalmente nas regiões com maior escassez de água. Hoje, o Ceará é o segundo lugar do Nordeste, perdendo apenas para a Bahia, que é um estado maior. Essa política não tem nem um ano, por mais que seja um pior ano de chuva, nós não temos nenhum ano que chova suficientemente para encher uma cisterna de placa.  Agora, nós estamos com a cisterna de polietileno, que tem durabilidade maior. A terceira, e grande ação, são as pequenas adutoras que estão sendo feitas, por meio do Projeto São José, da Sohidra, que leva a água para as casas das famílias. Emergencialmente, o governo está com grandes projetos, que são as adutoras emergenciais.  Se não tivéssemos feito essas adutoras, Tauá, Crateús teriam colapso de água, por exemplo.  O governo vai fazer uma adutora saindo do Açude de Araras até Crateús, que são quase 150 km.  Da mesma forma em Canindé, que já tinha uma adutora e vai ser construída outra desde o município de General Sampaio até Canindé.
 
Muitas críticas a atual gestão estão atreladas a execução de grandes obras, que, segundo os críticos, são grandes “elefantes brancos”, a exemplo do Acquário e da Ponte Estaiada. Caso eleito, o senhor dará continuidade a essas obras ou outras do tipo? E qual sua avaliação sobre a necessidade delas?
O Acquário é um projeto que vai garantir um novo público do turismo no Estado do Ceará, principalmente, em Fortaleza.  A grande vocação que nós temos são nossas praias. É preciso criar um turismo para que as pessoas passem mais tempo na capital. O Acquário além de ser educativo, científico, e a previsão é que se tenha um aumento de um milhão e 200 mil turistas por ano na capital.  As pessoas questionavam o Centro de Eventos.  O nosso turismo restringia-se ao turismo de férias; hoje, temos turismo de negócios. Se você perguntar a um taxista quanto aumentou o número de passageiros, no mínimo, cresceu 30%. Aumentou as ocupações nos hotéis, melhorou as atividades nos restaurantes. Isso fomenta a economia no estado inteiro, e é com isso que o Acquário vai contribuir. Sem falar que os recursos que estão sendo investidos advêm de uns empréstimos realizados em um banco internacional, destinado apenas para isso.
Nós não estamos deixando de investir em educação e em áreas como a saúde. Os resultados na educação nos dá orgulho. Na saúde, não havia nenhum hospital público estadual no interior, já temos dois, vai ser construído o terceiro, e nós vamos construir o quarto, além de um quinto que vai ser construído na Região Metropolitana de Fortaleza.  Não havia nenhuma policlínica, ou Unidades de Pronto Atendimento (Upas), mas agora tem. É preciso ter o olhar muito mais além, do que se restringir a meras críticas.
 
Com o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO) pronto e as Olimpíadas acontecendo em menos de dois anos, o senhor já tem definidas as políticas públicas que vão sustentar tamanho investimento em esporte no Ceará? Se sim, quais?
Para nós, em Fortaleza, é um privilégio ter um centro olímpico que representa todo o Nordeste.  Um equipamento que vai proporcionar experiência aos nossos jovens.  São 18 modalidades e vai ter tudo que é mais moderno nesse centro.  Aliás, quando se fala na questão da violência, essa é uma oportunidade que nós vamos ter de garantir esse espaço para os nossos jovens no Ceará. Vamos fortalecer as políticas para os nossos jovens, como construir mais espaços, pistas de skate, Programa Segundo Tempo,  bolsa esporte,  a questão dos Cucas, até porque são ações que complementam as políticas educacionais nas escolas. Nós estamos construindo esse plano, nós estamos ouvindo os segmentos,  ouvindo as pessoas, não quero fazer nada de cima para baixo; quero ouvir e sentir o que as pessoas querem, pretendem e avaliam. Nenhum gestor constrói um governo, lidera um Estado, sem ouvir o seu povo. Esse é o meu estilo de governar.
 
Qual o maior desafio do próximo governador do Estado?
Trazer a credibilidade aos cearenses sobre a questão da Segurança Pública. Eleito, vou abraçar isso com muita garra, muita energia, para que os cearenses possam se sentir seguros, principalmente em Fortaleza.
Fonte: O Estado

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Missões começam em casa



John Stott, erudito expositor bíblico, disse que antes de Jesus enviar a igreja ao mundo, enviou o Espírito Santo para a igreja. A obra do Espírito e o testemunho da igreja são inseparáveis. O Espírito Santo capacitou a igreja para ser testemunha tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia, Samaria e até aos confins da terra. O propósito de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, em todo o mundo. Atos 1.8 é a plataforma missionária de Jesus. É a agenda missionária da igreja. Daremos, aqui, um enfoque à obra missionária em Jerusalém, em nossa cidade, a partir da nossa própria casa. Para melhor compreensão do assunto em tela, daremos destaque a alguns pontos:
Em primeiro lugar,a capacitação precede à ação missionária. O recebimento de poder precede o testemunho. Testemunhar sem o poder do Espírito Santo é como tentar cortar lenha com o cabo do machado. Em vão é o esforço humano sem o revestimento do Espírito. A igreja não foi autorizada a começar o seu esforço missionário senão depois do revestimento de poder vindo do alto. Hoje, temos muito esforço e pouco resultado. Muito trabalho e poucos frutos. Muitas palavras e pouca manifestação de poder. Pregamos aos ouvidos, mas não pregamos aos olhos. Os homens escutam de nós belos discursos, mas não veem em nós demonstração de poder. Preciso concordar com Charles H. Spurgeon, quando disse que é mais fácil um leão tornar-se vegetariano, do que uma vida sequer ser salva sem a obra do Espírito Santo. Dependemos do Espírito Santo, precisamos do Espírito Santo, carecemos da capacitação do Espírito Santo.
Em segundo lugar,O Espírito Santo é quem nos capacita para a obra missionária. A promessa de Jesus é que os discípulos seriam revestidos com o poder do alto, o poder do Espírito, para testemunhar desde Jerusalém até aos confins da terra. Nenhuma outra preparação por mais refinada, substitui a capacitação do Espírito Santo. Nenhum cabedal teológico, nenhuma erudição humana, nenhuma eloquência angelical poderia capacitar a igreja a testemunhar o evangelho com eficácia. Só o Espírito Santo pode iluminar a mente e aquecer o coração. Só o Espírito Santo pode capacitar o mensageiro, aplicar eficazmente a mensagem e abrir o coração dos ouvintes, dando-lhes uma nova vida.
Em terceiro lugar,a igreja é o método de Deus para alcançar o mundo. Jesus não comissionou o governo para a proclamação do evangelho nem mesmo delegou essa sublime tarefa aos anjos. A igreja é o método de Deus. O propósito de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, em todo o mundo. Se nós nos calarmos seremos culpados de uma omissão criminosa. Somos atalaias de Deus. Se o ímpio morrer em sua impiedade sem avisarmos a ele, Deus cobrará de nós o seu sangue. Somos embaixadores em nome de Cristo. Devemos rogar aos homens que se reconciliem com Deus.
Em quarto lugar, o testemunho do evangelho começa em casa. A obra missionária deve ser feita aqui, ali e além fronteiras ao mesmo tempo. Porém, o ponto de partida é a nossa Jerusalém, onde estamos estabelecidos. Não teremos autoridade para pregar para os de fora se não estamos testemunhando para os de dentro. Não podemos começar com os confins da terra se a nossa própria Jerusalém ainda não foi impactada com o poder do evangelho. Não podemos pregar aos estranhos se primeiro não fizemos conhecido o evangelho em nossa própria família. Quando Jesus libertou e salvou o endemoninhado gadareno, não permitiu que ele o acompanhasse para um trabalho itinerante, mas enviou-o de volta aos seus. Nossa família, nossa parentela, nossa cidade devem ser os primeiros redutos a serem atingidos pelo evangelho.
Fotos: Internet
:: Hernandes Dias Lopes

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Salmos 37:5

"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará." Salmos 37:5


Pensamento: Quantas vezes nos pegamos preocupados com as nossas necessidades físicas, financeiras, familiares, sentimentais, entre outras, e esquecemos que existe um Deus no controle de nossas vidas. Quando entregamos o nosso caminho ao senhor devemos confiar e ter a certeza de que Ele tudo fará, como não podemos fazer sozinho, devemos deixar tudo no controle das Suas mãos. O segredo é não tomar de volta a preocupação, pois quando é difícil ainda podemos fazer, mas quando se torna impossível Deus começa a agir.

Oração: Pai. Peço que me ajudes á entregar todas as minhas ansiedades em Tuas mãos e descansar na certeza de que o Senhor sabe o que faz, embora, eu não entenda. Quero confiar plenamente em Teu poder e ter a certeza que podes fazer mais do que eu peço, penso ou sonho. Tudo o que sou, entrego em Tuas mãos, cumpra-se em mim o Teu querer!

Salmos 18:6

"Na minha angústia invoquei o Senhor, sim, clamei ao meu Deus; do seu templo ouviu ele a minha voz; o clamor que eu lhe fiz chegou aos seus ouvidos." Salmos 18:6


Pensamento: Muitas vezes nos sentimos angustiados e sozinhos, achando que o Senhor está em silêncio conosco. Mas Ele nunca nos abandona, Ele sempre tem o controle de tudo e permite que alguma coisa nos aconteça para nos ensinar algo. Quando você invoca ao Senhor e confia, Ele te ouve. O seu clamor sempre chega aos ouvidos Dele. Portanto, confie no Senhor e descanse.

Oração: O Senhor conhece meu coração, minhas angústias e minhas necessidades, peço que tome a direção da minha vida e que seja feita sempre a Tua vontade. Que chegue aos meus ouvidos apenas as coisas que eu devo ouvir e da minha boca sai apenas as coisas que o Senhor gostaria que eu dissesse. Perdoe os meus pecados e me ajude a ser uma pessoa que agrade sempre a Ti. Obrigada Senhor por ter chegado até aqui. Em nome de Jesus Amém.

Filipenses 3:14

"Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." Filipenses 3:14

Pensamento: Muitas vezes nós deixamos o inimigo nos desfocar do nosso alvo que é Cristo, por isso, não devemos nos deixar levar pelas tribulações do dia a dia. Vivamos cuidando sempre do que é nosso mas olhando sempre pra Jesus que deve ser o nosso maior foco.

Oração: Pai das luzes, eu Te agradeço pela soberana vocação de poder seguir Jesus Cristo sem olhar para traz, porque ele já pagou os nossos pecados com o Santíssimo sangue, que nada nem ninguém nos desvie desse foco e que a nossa esperança da salvação aumente mais a cada dia. Amém!

SALMO 27:03

Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão." Salmos 127:3

Pensamento: Os filhos são heranças, são legados, ou seja, são presentes do Senhor. Felizes os pais que cuidam, educam e zelam seus filhos baseando-se nas palavras e no amor do Senhor. Pois é dever dos pais ensinar o caminho que seus filhos devem seguir. Os ensinamentos dos pais servirão para a vida toda e consequentemente colherão bons frutos. E não se esqueçam seus filhos são jóias raras perante os olhos do Pai.

Oração: Senhor te peço nesse momento abençõe todas as famílias. Dê sabedoria aos pais no ensinamento aos seus filhos e que os filhos retribuam com muitas alegrias. Amém.


quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O poder da boca.


A Bíblia também afirma que quer a MORTE quer a VIDA estão no poder da nossa língua. Por isso, não devemos culpar Deus de atos que nós próprios praticamos. Somos responsáveis pelas palavras que falamos.
PROVÉRBIOS 18:21 - A morte e a vida estão no poder da língua, e aquele que a ama comerá do seu fruto.
Existem pessoas, que não ligam ao que dizem ao que falam e atribuem a Deus a culpa, de tudo de mau que lhes acontece:
- "Deus atira-nos problemas e doenças para aprendermos...";
- "Precisamos todos de sofrer como Jesus, para nos aperfeiçoarmos...";
- "Essa doença é castigo de Deus...".
Até muitos cristãos, dizem o mesmo:
- "Ó Deus, este desastre aconteceu na minha vida; por quê?";
- "Ó Deus, porque é que este negócio falhou?";
- "Ó Deus, por que a mim? Porque é que eu, cristão, nascido de novo, batizado no Espírito Santo, que te ama, tenho um filho que deu em drogado?";
- "Ó Deus. será que ainda me amas?";
- "Porque é que as minhas finanças estão tão mal?";
- "Porque é que não consigo arranjar emprego?".
Muitos novos cristãos, embora sabendo que não é Deus mas sim o diabo que vem para matar, roubar e destruir, por vezes, também ficam perplexos.
Sabem que Deus as ama e só lhes quer bem. Fecham as portas ao diabo, andando em amor e em união.
 Mas, surge uma pergunta e, talvez, o estimado leitor já tenha feito a mesma interrogação: porque é que, às vezes, não andamos como queremos, porque é que este problema... nos surgiu?
Hoje, quero ensinar-lhe, pela Palavra de Deus, que nem tudo de mal que nos acontece é culpa do diabo. Muitas vezes, os culpados somos nós próprios!!! Jesus ensinou que você terá aquilo que diz com a sua boca.
MARCOS 11:24 - Por isso vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis, e tê-lo-eis.
Tudo o que disser, acreditando que aquilo que diz vai acontecer isso lhe vai acontecer. É uma lei espiritual. Não é invenção minha. Foi Jesus quem disse que esta lei funciona para toda a gente; quer faça parte do reino de Deus ou não.
As suas próprias palavras, podem afetar: a sua saúde, o seu casamento, os seus filhos, as suas finanças, etc.
As Palavras têm PODER. Isto é uma Lei Espiritual que funciona a seu favor, ou contra si, quer você acredite quer não. O fato de você não conhecer a Lei, não significa que ela não seja real.
Uma das tácticas de satanás é "inflamar" a sua mente com ideias negativas, com mentiras que não existem. Ele lança chamas de pensamentos à sua mente e esta fica como que inflamada. Para você acreditar, apenas, no que está a pensar. Se disser com a boca esses pensamentos, você está a pôr em funcionamento a Lei de Deus, a Lei da Criatividade. E porque acredita neles e fala-os (com a boca), você simplesmente começa a criar... Coisas más, porque deu ouvidos a esses pensamentos inflamados.

VEJA COMO DEUS CRIOU OS MUNDOS.
Em Gênesis 1, versículo 3, lemos que Deus disse: "Haja luz", e houve luz. Em Hebreus 11:3, lemos que os mundos foram criados pela Palavra e que aquilo que se vê não foi criado do que é aparente.
Agora note: o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus. Deus tem "poder criativo", e esse poder está na Sua Palavra. Deus deu ao homem, esse mesmo Poder - nas nossas palavras. Com as minhas palavras eu posso destruir (matar) ou criar algo de bom. As nossas palavras são como sementes lançadas ao solo (Marcos 4:26).
Se eu semear erva daninha não vou colher cenouras. Se eu falar morte e destruição para a minha vida (semeando erva daninha) é isso que vou colher. Claro que não posso colher coisa boa. Mas, se com as minhas palavras eu semear coisas boas, então colherei coisas boas para a minha vida.
De acordo com o texto que já referi do livro de Provérbios, capítulo 18, versículo 21, podemos ver que a Morte e a Vida estão no poder da língua.
No Poder de quê? De Armas? De Política? De Médicos?
Você deve fazer a sua opção: se escolher falar Palavras de Morte terá Maldições; se escolher falar Palavras de Vida, de acordo com a Palavra de Deus, você terá Bênçãos.

TIAGO 3:4 - Vede, também, as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme, para onde quiser a vontade daquele que o governa.
Um barco grande, pode ser sujeito a grandes tempestades e ventanias, mas, como vimos, o capitão guia o barco, para onde tiver VONTADE. E o barco grande é guiado com um instrumento bem pequeno - o leme. O Vento pode soprar bem forte, tentando empurrá-lo para a direita, mas se a vontade do capitão é ir para a esquerda ele vira o leme para a esquerda e vai.
A sua língua é o Leme do Barco da sua vida. Os problemas, tempestades da vida podem tentar levá-lo para doenças, problemas familiares, problemas financeiros, mas o seu leme - a língua - pode virar a sua vida para bênçãos de saúde, prosperidade, etc. O que você falar é o que vai colher.

Fale de doenças e tê-las-á em abundância...
Fale de fracassos e ...
Fale de medo e ...
Diga "eu não posso..." e cada vez pode menos ... Diga "eu não consigo ..." e cada vez consegue menos. Diga "estamos em crise" e cada vez estará mais em crise.
Diga "não sei como o vencimento vai chegar..." e não vai mesmo chegar.
Diga aos seus filhos "és um teimoso, um burro, não prestas para nada..." e é isso que eles vão ser. Diga "toda a gente é aumentada no final do ano, exceto eu", e verá que é isso que vai acontecer.
Bom, agora, decerto, você está a perceber muita coisa; o porquê de lhe acontecer isso mesmo que lhe aconteceu.
Não foi Deus! Não foi o diabo!
Foi você que as falou, que as semeou.
EXEMPLOS DE CONVERSAÇÃO NEGATIVA
1º) ACONTECIMENTO RELATADO PELO REVERENDO KENNETH HAGIN
Um certo Pastor do Texas, teve um ataque de coração. Entrou em coma e o K.H. mais a família oravam diariamente por ele. Os médicos pediram-lhe que parasse de orar, porque o homem assim não ia morrer, mas mesmo que vivesse ia ficar com o cérebro afetadíssimo por ter paralisado mais de 10 minutos. K.G. continuou a orar, o Pastor recuperou totalmente e passado pouco tempo continuou a pregar.
Um dia, passado já bastante tempo, este pastor trocou umas palavras, enquanto pregava. Sabe o que a mulher disse logo? "Vais ter que parar de pregar. Tu nunca mais ficaste bom. Vais morrer um dia destes".
O Pastor K.G. tentou explicar à senhora o Poder das Palavras, mas ela não ligou grande coisa. Um ano mais tarde, lá estava ela a dizer ao marido: "Vais morrer. Tens de parar de pregar. Os médicos bem diziam".

A senhora estava a semear Morte para o marido. Pouco depois o marido Morreu (conforme ela previa a toda a hora). Mas, sabe o pior? A senhora ficou com raiva a Deus por o marido ter morrido. Deixou de ir à Igreja, e pelo mau exemplo dela, os filhos nunca vieram a servir Jesus.
2º) UM EX-COLEGA MEU
Quando eu ainda trabalhava como engenheiro, um colega meu de escritório tinha o costume de falar de roubos de rádio em carros: "Isto nunca se sabe, hoje em dia tudo pode acontecer. Eles andam por toda a parte, eu posso ser a próxima vítima".
Passadas duas ou três semanas ele apareceu todo aborrecido: "Roubaram-me o rádio do carro!"



O irmão C.C. plantou algodão, mas dizia: "Eu já sei, com a minha má sorte, vai chover tanto que isto não vai dar".
Sabe o que lhe aconteceu? Isso mesmo que ele disse. E assim, perdeu a sementeira de algodão. Claro que ele ficou ainda mais azedo, e na época seguinte tornou a plantar, mas, dizendo: "Agora já, sei, desta vez nem sequer vai chover".
Sabe o que lhe aconteceu? Isso mesmo que ele disse. Não choveu e ele perdeu outra vez a sementeira. Quantos mais problemas ele tinha, pior ele falava. O irmão C.C. decidiu plantar pela 3ª vez o algodão. Mas desta vez ele dizia: "Eu já sei, desta vez vai haver uma tal geada que me vai queimar tudo".
Sabe o que lhe aconteceu? Isso mesmo que ele disse. Veio uma tal geada que lhe queimou tudo. No meio de tão grande adversidades, ele estava confuso. Durante muitos anos, aquele terreno e as suas técnicas tinham-lhe proporcionado muitas e boas ceifas de Algodão. Porque é que agora não funcionava? Por causa das suas Palavras Negativas.


4º) ESPOSAS NEGATIVAS
Mulher: "O meu marido quando éramos noivos, era todo simpático, e tratava-me bem. Agora... Agora já nem gosta de mim. Só se quer usar de mim. Se calhar tem outra".
Marido: "Ó mulher, não digas isso, eu gosto de ti... Não tenho nada outra ..."
Mulher: "Isso é o que tu dizes. Eu bem vejo. Isto qualquer dia vai terminar mal, deixas-me com os filhos nas mãos e sem dinheiro"
Depois termina mesmo mal e ela chora: "Ó Deus, porque deixaste isto acontecer-me? Que mal fiz eu a alguém?"
Em MARCOS 4:26-29 lemos que o Reino de Deus é semelhante a um homem que lança semente à terra (...) e a semente brota e cresce, não sabendo ele como. Porque a terra por si mesma frutifica..., assim as nossas palavras são sementes que frutifica consoante a sua espécie.



Confessar não significa apenas "declarar" os seus pecados.
CONFESSAR é "DECLA-RAR" com a boca o que se acredita no coração. Pode-mos confessar (declarar) a nossa fé nas promessas de Deus ou nas ideias dos homens.
Também poderemos dizer que Confessar a Palavra é
FALAR A PALAVRA DE DEUS com a sua Boca.
Josué 1:8 - Não se aparte da sua Boca, as Palavras de Deus. Só então você será próspero na vida


Não se deixe guiar pelos noticiários negativos, que só lhe dizem: "Está tudo mal. Está tudo em crise. Isto vai acabar mal ..."
Guie-se antes por Deus. Leia o que Deus diz, e fale antes isso, e verá a sua vida modificar-se. Diga sempre o mesmo que Deus diz em relação à sua vida, à sua saúde, às suas forças, à sua família, às suas finanças, etc ...
USE A SUA BOCA E SEMEIE A PALAVRA DE DEUS NA SUA VIDA
PARA SUAS FINANÇAS
- Sou Próspero, sou Rico
- Jesus foi feito Pobre para
que eu fosse Rico
- Tenho sempre Todas as
minhas necessidades supridas por Deus
- As Bênçãos andam atrás
de mim e me estão a alcançar


PROMESSA (Fil 4:19)
O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
CONFISSÄO - Obrigado Pai, porque as minhas necessidades já estäo supridas em Cristo Jesus.


PROMESSA (Deut 28:1-3)
E será que, se ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu te ordeno hoje, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as naçöes da terra. E todas estas bençäos viräo sobre ti e te alcançaräo, quando ouvires a voz do Senhor teu Deus. Bendito serás tu na cidade, e bendito serás no campo.
CONFISSÄO - Obrigado Pai, porque estou ouvindo a Tua voz e guardando os Teus mandamentos. Obri-gado, porque Tu me estás exaltando sobre a terra. Obrigado Pai, porque todas as bençäos me estäo alcançando. Estou sendo bendito em todo o lugar on-de estiver ou onde eu for.
(OUTRAS PROMESSAS DE DEUS PARA A SUA ABUNDÂNCIA MATERIAL E FINANCEIRA: II Cor. 9: 6, 7, 10; Malaquias 3:10; Provérbios 3:9,10; Lucas 6:38; II Cor. 8:9; Deuter. 28:7,8, 12, 13)
PARA SI MESMO
- Sou filho de Deus
- Sou Salvo
- Sou Guiado pelo Espírito
de Deus
- Sou Mais Que Vencedor
- Tudo Posso, Tudo Consigo
PROMESSA (Sl 91:10,11,16)
Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque, aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. Dar-lhe-ei abundância de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.
CONFISSÃO - Obrigado Pai, porque nenhum mal me sucederá, pois tu estás dando ordem aos teus anjos para me guardarem em todos os meus caminhos. Obrigado Pai, porque estás a dar-me abundância de dias.
PARA SUA SAÚDE
- Pelas pisaduras de Jesus
ESTOU sempre curado
- Viverei Longos Dias
(Salmo 91)
- Tenho e Terei Sempre Saú-
de porque nenhum mal
me acontecerá 
 
PROMESSA (Is 53:4, 5)
Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores le-vou sobre si ... e pelas suas pisaduras fomos sarados.
CONFISSÄO
Eu não ando pelo que eu vejo, pelo que os relatórios médicos dizem, ou mesmo pelo que eu sinto. Eu digo que eu estou como a Bíblia diz que eu estou. Eu estou sarado pelas pisaduras de Jesus.
O QUE FAZER COM AS PALAVRAS NEGATIVAS?
Se, inadvertidamente, proferiu palavras negativas acerca de si, sua família, finanças, etc, o que fazer? Pegue num bloco de notas e numa caneta, e tome nota das frases negativas que você costuma dizer (semear). Em primeiro lugar arrependa-se delas diante de Deus. A seguir anule-as em Nome de Jesus dizendo:
"Eu quebro o poder dessas palavras negativas no Nome de Jesus."
Se, por descuido, as tornar a proferir? Arranque-as, quebrando o seu Poder, outra vez. É o mesmo que arrancar ervas daninhas do meio do jardim.
Credito:Pastor Isaias Reis.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

AMOR

Lucas 15.11-32

-INTRODUÇÃO: A língua portuguesa é limitada para expressar os tipos de amor. Ao mesmo tempo em que você diz ‘eu amo sorvete’, também fala que ama seu pais, mãe ou filho. Também pode ser usada a palavra amor no sentido sexual apenas desprovido de sentimento. Por isso recorremos a expressões da língua grega usadas na bíblia para explicar sobre o amor e alguns termos do latim para ajudar na compreensão do que é amor.
O antropólogo Alan John Lee, criou uma teoria chamada Estilos de amor. Lee identificou tipos básicos de amor que pessoas usam em suas relações interpessoais[1].


Os tipos de amor podem ser entendidos como níveis, altitude ou períodos da vida em que a pessoa aprende a amadurecer o amor.
O amor não pode ser entendido apenas como sentimento, baseado em histórias somente platônico ou irreal. O amor precisa ser realizado. Deve ser uma ação. O verbo ‘amar’ pode ser experimentado verdadeiramente.
Como descobrir o verdadeiro Amor?
Vamos usar como exemplo a história do Filho pródigo em Lucas 15.1-32 que fala de um jovem que vivenciou vários tipos de amor até conhecer o amor verdadeiro:

1- Amor material
Um amor pragmático (pragma), que visualiza apenas o momento e a necessidade temporária, do agora.
O filho pródigo só pensou nos benefícios que o dinheiro lhe traria (v.12).
Os seus companheiros também só usufruíram de seus recursos.
O irmão do filho pródigo teve amor material pelo que seu pai deu ao irmão (v.29,30)
O amor material é:
            Interesseiro
            Momentâneo
            Egoísta
Durante a primeira infância é comum um tempo em que a criança se apega ao que come e a objetos como brinquedos, por exemplo.
Todos temos amor material, por algo que gostamos como uma roupa preferida ou comida que apreciamos. Este amor é importante, mas não pode ser superestimado.

2 - Amor Lúdico
O amor que é jogado como um jogo (ludos), amor brincalhão, baseado em momentos de diversão e alegria.
Os amigos do filho pródigo gostaram dele enquanto podiam se divertir e depois todos o abandonaram ficando apenas com os porcos (v.16).
O amor lúdico é:
            Engraçado
            Espontâneo
            Momentâneo
Quando criança as primeiras amizades surgem em meio a brincadeiras. Até mesmo o apego a um animal de estimação é uma forma de carinho e distração.
Todos tivemos colegas de escola que convivemos muito bem e depois de um tempo nos esquecemos. Você tem pessoas que gosta de jogar um esporte juntos, mas não são seus verdadeiros amigos. O que não pode acontecer é gostar das pessoas somente quando elas nos dão alegria.





3- Amor generoso
Um amor afetuoso que se desenvolve lentamente, com base em semelhanças (storge) e no compartilhamento mútuo.
O dono da fazenda fez um favor de ajudar o rapaz deixando cuidar dos porcos (v.15).
O filho pródigo se lembrou do amor com que seu pai tratava os empregados e pediu se poderia ser tratado como um ‘servo’ (v.17-18).
O amor generoso é:
            Gratificante
            Compartilhável
            Baseado em troca de favores
Quando a pessoa passa a dividir o espaço com colegas de estudo e trabalho, aprende a se apegar às pessoas. É muito importante a convivência com diferentes tipos de pessoas e ambientes.
Todos devemos ter uma boa convivência com vizinhos e colegas de trabalho. Trocar favores e ser educado com as pessoas.


4- Amor fraternal
Um amor "espiritual", baseado na mente e nos sentimentos. O verdadeiro amor de amigos. Pessoas que você gosta ‘de graça’, respeita as diferenças e confia em todo tempo. É um amor consciente ou psicológico (psique) quando você se identifica com o outro.
O filho pródigo certamente tinha muitos amigos, porque seu pai lhe deu uma grande festa e todos vieram para vê-lo (v.24).
O amor fraternal é:
            Companheiro
            Confiável
           Respeitável
Com o tempo as verdadeiras amizades são construídas. Cada pessoa aprende a selecionar amigos para compartilhar coisas mais íntimas do seu viver.
O amor fraternal é o verdadeiro amor de amigos. É nos momentos difíceis que descobrimos quem são os verdadeiros amigos. Precisamos cultivar amizades.

5- Amor sexual
Um amor apaixonado fundamentado e baseado na aparência física (éros).
Com certeza o filho pródigo teve várias namoradas, mas era apenas um amor carnal enquanto tudo estava bem (v.13). O contato físico do homem com a mulher consuma sua relação tornando-se os dois “uma só carne” (Gênesis 2.24).
O amor sexual é:
            Apaixonado
            Atraente
            Físico


Na adolescência, quando vem a puberdade, a pessoa descobre a atração pela pessoa do outro sexo.
Todos devem conhecer alguém para viver juntos. Deus viu que “não era bom” que home vivesse só (Gênesis 2.18).

6- Amor familiar
O amor pelas pessoas da família com altruísmo, generosidade (philia). A dedicação ao outro vem sempre antes do próprio interesse.
O filho pródigo sabia que amava sua família, mesmo que por um momento se esquecera.
Seu pai e mãe o amaram o tempo todo. O pai amava os dois filhos da mesma maneira e tentava “conciliá-lo” (v.28).
O amor familiar é:
            Emotivo
            Generoso
            Perdoador
Quando a pessoa constrói uma família, aprende a valorizar o verdadeiro amor. Durante um tempo envolvido com os amigos e conquistas materiais a pessoa se esquece da família. Mas quando passa por momentos mais difíceis descobre a importância de ter o amor familiar.
Todos nós devemos cuidar da família com amor. Seja quem ou quantos forem da família é melhor amar e viver bem do que ficar sozinho.

7- Amor incondicional
O amor gratuito que é capaz de se sacrificar pelo outro independente do merecimento.
O pai do filho pródigo o abraçou sujo como estava, o beijou sem receio e se alegrou sinceramente com o seu retorno. Cuidou dele limpando-o, vestindo, alimentando e restabeleceu à sua condição de filho.
O amor incondicional é:
            Altruísta
            Espiritual
Sacrificial
Desinteressado
Gratuito
Eterno
Quando a pessoa conhece o amor incondicional de Deus, aprende a valorizar o amor e construir relacionamentos amorosos em todos os níveis citados de uma maneira verdadeira e profunda.
O amor ágape só pode ser conhecido através de Jesus Cristo que morreu gratuitamente se sacrificando pela salvação. Na cruz, Deus deu a maior prova de amor de todos os tempos.
É possível aprender a Amar!


- CONCLUSÃO:
O filho pródigo precisou decair emocionalmente ao ponto de conviver no meio de porcos, para descobrir o verdadeiro amor incondicional. Depois disse ele certamente continuou sua vida construindo relações de amor saudáveis sustentadas em Deus.
Se os tipos de amor forem entendidos como processo, a pessoa descobre o amor à medida que tem experiências na vida.
Existe uma grande movimento de pessoas descendo esta escada. Deixando o amor incondicional de Deus, abandonando a família, pervertendo o amor sexual, largando amizades, não convivendo bem com colegas, não aproveitando oportunidades de entretenimento conjunto e se apegando ao amor material.
Outros conseguem subir apenas alguns degraus no máximo até o amor sexual. É preciso subir esta escada em direção ao verdadeiro amor de Deus.


O verdadeiro amor em todos os sentidos, seja material, lúdico, generoso, fraternal, sexual e familiar ou em áreas da vida só podem ser completos se a pessoa conhecer o amor incondicional de Deus. A essência de Deus é o amor. Não existe amor sem a presença de Deus que é a coluna que sustenta o amor. Todos os tipos de amor podem ser passageiros, mas o amor de Deus além de incondicional, é eterno e infinito.
Você tem amado em que nível ou forma?
Acima de tudo busque o amor de Deus!